Se fosse necessário duas definições rápidas do México, escolheria:
1) É uma explosão de cores
2) É um grande mercado*

*Devido à influência indígena, há muita gente vendendo tudo quanto é tipo de coisa (comida, roupas, música, utilidades e coisas inúteis…) em tudo quanto é lugar (ruas, igrejas, metrô…).
No metrô da Cidade do México, vendem cds (pirata, lógico). Para “demonstrar” o produto, eles entram com uma caixa de som pendurada no pescoço, e colocam trechos das músicas.

Um dia, eu estava sentada no metrô calmamente. Entra um cara vendendo cds e coloca um para tocar. Eu quase não acreditei quando escutei:
Dançando lambada ê, dançando lambada lá, dançando lambada ê  (em português mesmo). Para relembrar, clique aqui.

Hahaha! Há quanto tempo não escutava isso! Foi surreal! (aliás, outra boa definição para México).

As cores de uma rua da Cidade do México. Quem consegue achar mais vendedores ambulantes?
PD: Post em homenagem à família Chavez. Força!